terça-feira, abril 20, 2010

Páscoa 2010 - parte I

Fim de semana grande para gozar... o Estado até deu uma ajudinha, dando tolerância de ponte na tarde de quinta-feira (belo!)... malas feitas... depósito atestado... lá vão eles até ao Monte Afonso Vicente...


A avó Claudina já fez as limpezas todas à casa, preparou o quarto, enfeitado com as melhores rendas - fruto do labor das noites, passadas ao calor da lareira ou ao fresco do luar algarvio - as costoletas de borrego estão temperadas e o cão Tobias também está já de sobreaviso para a chegada de estranhos ao local. E eis que o "coisinha fofa" estaciona... chegámos ao cúmulo da serenidade!

Um fim de semana diferente, marcado pelo desejo de descanso e pelo sol que, timidamente veio beijar este cantinho de céu...

O Monte Afonso Vicente pertence ao concelho de Alcoutim, que tendo a ribeira do Vascão a separá-lo dos concelhos de Mértola e Almodôvar a norte, faz fronteira a oeste com Loulé e a sul com Tavira e Castro Marim. Longe das multidões e da agitação dos centros turísticos do litoral algarvio, Alcoutim é um paraíso de tranquilidade entre a serra do Caldeirão e o rio Guadiana, fronteira natural com a vizinha Espanha.



Oi? Alguém falou em Espanha?!....
Claro que assim tão perto não íamos perder a oportunidade de dar um pulinho ao país vizinho, mais não fosse para comprar caramelos e encher o depósito :P

Mas antes... tempo para mais um passeio pelo concelho algarvio e as zonas mais chegadas...

Fomos ver os menires do Lavajo? Fomos pois!!!

Monumento Megalítico do período neolítico, trata-se de um monólito talhado num bloco de grauvaque, de cor cinzenta escura, com a superficie patinada de castanho. Oferece aspecto estelar, com secção elipsoidal, mede 3.14 m de altura, sendo assim, o maior menir de grauvaque conhecido até hoje em Portugal. Apresenta uma rica e diversificada decoração conjugando elementos como as características fossetes (covinhas) dispostas ao longo de um sulco longitudinal, com círculos e outros elementos.

Situado a cerca de 1.5 Km a Nordeste da povoação de Afonso Vicente, no alto de um pequeno outeiro com 155m de altitude, entre o vale do Lavajo e o barranco do lavajo, na freguesia de Alcoutim.

Em 1998 foram efectuadas escavações que revelaram a existência de fragmentos de mais dois menires igualmente decorados. Um com as mesmas "covinhas" e outro com um círculo feito a picotado. Estes factos levantam a hipótese de se poder estar perante um alinhamento de menires.
Cronologicamente tudo indica que estes menires foram edificados muito provavelmente na segunda metade do quarto milénio a.C. (3.500 a.C.), numa fase cultural integrada no Neolítico do Território Português.















Fomos almoçar a Alcoutim? Fomos pois!!!


E passear em MonteGordo? Claro!!!

E, como não estávamos longe, levámos o "Cosinha Fofa" à outra banda, para um lanche em Ayamonte... com passagem pela Isla Canela...






























Para o lanche, tapas ... ora bem...


jamon... gambas de huelva, choco frito, panito... e caña! Bien...

3 comentários:

Porta disse...

Eia ca raiva de ver essa mesa... e eu tão longe... Gulosa! E nem me convidaste para o lanche.... :(

Porta disse...

Eia ca raiva de ver essa mesa... e eu tão longe... Gulosa! E nem me convidaste para o lanche.... :(

Piccola lucciola disse...

Exactamente... estava longe! :(